Data Center - Soluções de Gabinetes e Racks

Por: Equipe Técnica da Certtum

Em áreas de Data Center, que possuem uma uma concentração muito grande de  equipamentos, um acessório passa quase que desapercebido, embora seja muito importante na performance geral do sistema.
Estamos nos referindo aos racks, que são gabinetes metálicos, áreas confinadas onde são instalados os equipamentos de processamento e controle das informações.

Você deve estar se perguntando o porquê desta observação.
Lembre-se de que devemos ter em mente no momento da escolha do rack algumas variáveis tais como: capacidade de suportar peso, largura, profundidade, altura e capacidade de dissipação térmica, fatores que devem ser analisados de maneira cuidadosa.

Mas qual a importância destes aspectos?

Devemos analisar a quantidade e tipo de equipamentos a serem instalados em um rack. Lembre-se de que a variável peso é muito importante.

Um servidor do tipo padrão 19’ dependendo do tipo e modelo pode pesar em média 50 Kg, um servidor do tipo blade pode alcançar o peso de 200 kg.

Agora imagine vários destes equipamentos concentrados dentro de um rack, temos simultâneamente dois desafios: resistência mecânica e dissipação térmica, que deverão ser vencidos, para tanto a construção e o design do rack são fatores fundamentais.


Não devemos nos esquecer de outra característica importante dos servidores, que é a sua profundidade, que pode variar de 470 mm a 800 mm, note que estas são informações básicas para o correto dimensionamento dos racks a serem utilizados.   


Recomendações

Como pudemos verificar, devemos ter uma série de cuidados quando da definição dos tipos de racks a serem utilizados em áreas de Data Center, vamos sugerir algumas características que em nosso entedimento são muito importantes:

                                
Altura: sempre que possível utilize racks com altura mínima de 42U’s (1866 mm);

Profundidade: não inferior a 1000 mm;

Portas frontais: construídas com tela perfurada para permitir a entrada de ar;

Portas traseiras: construídas com telas perfuradas para auxiliar na dissipação térmica e preferencialmente bi-partidas, para permir melhor acesso a interligação dos equipamentos;

Resistência mecânica: o rack deverá ter capaidade de suportar uma carga de no mínimo 500 Kg;

Calhas de organização: calhas traseira para organização do cabeamento elétrico e lógico;

Estrutura: montada preferencialmente em alumínio, que é um material leve e com grande resistência mecânica;

Calha de Alimentação elétrica: verifique com cuidado qual o padrão da interligação dos seus equipamentos para a correta definição deste acessório;

Aterramento: este é um item obrigatório ;  

Largura: temos uma larga tradição de utilização de racks com largura de 600 mm, sugerimos a largura de 800 mm, que irá permitir uma melhor adequação e distribuição do cabeamento através da utilização de organizadores de cabos, normalmente localizados na parte posterior do rack.

Outro fator que devemos destacar é o projeto de ar condicionado, que pode influir no tipo de rack a ser utilizado, esta repecursão merece uma maior atenção de nossa parte através de um capítulo exclusivo.      
Como pudemos verificar, a escolha do rack adequado para um Data Center contribui para a excelência do  funcionamento dos equipamentos.